26.2.17

Síncope ou Desmaio - Síncope Vasovagal - Hipotensão Postural - Arritmias cardíacas - Bradicardias - Taquicardias - Cardiomiopatia Hipertrófica - Embolia Pulmonar

A síncope ou desmaio tem várias causas, sendo as principais os ataques vaso-vagais e causas cardíacas. A seguir, vamos explicar a origem das principais causas de desmaio clinicamente relevantes.


1- Síncope vasovagal
Uma anormal estimulação do nervo vago pode levar a grandes desacelerações do coração e à uma abrupta queda da pressão arterial, diminuindo temporariamente o aporte de sangue e oxigênio para o cérebro. Esse tipo de desmaio ocorre normalmente em pessoas jovens e sem outras doenças. A síncope vasovagal é normalmente precedida de sintomas como suores frios, palidez e escurecimento súbito da visão.


Síncope
A síncope vasovagal pode ser induzida por dor intensa, calor forte, por ficar em pé durante muito tempo, por medo ou estados de ansiedade intensa. É a causa de desmaios naqueles que tem pavor de agulha e precisam colher sangue, dos jovens em shows de música, ou de cirurgiões ou guardas que ficam muito tempo em pé sem se movimentar.

Em muitos casos, o estímulo vagal pode não ser suficiente para causar desmaios, levando apenas à mal estar, tonturas, enjôos e vômitos. O paciente senta-se ou deita-se e depois de alguns minutos sente-se melhor.

Apesar de ocorrer preferencialmente em jovens, alguns idosos podem apresentar repetidos episódios de síncope vasovagal, muitas vezes sem um fator desencadeante claro, como os citados acima. Em alguns desses pacientes, o estimulo desencadeador pode ser algo simples como urinar ou tossir.

Existe também aqueles com a chamada hipersensibilidade do seio carotídeo, uma região do pescoço onde passam as fibras do nervo vago. Nestes, uma simples massagem na região lateral do pescoço pode estimular o nervo vago e levar à síncope. São pessoas que podem desmaiar com um simples virar mais rápido do pescoço ou mesmo durante pequenos esforços, como evacuar ou assoprar contra uma resistência.

Apenas como curiosidade, a estimulação do nervo vago pode ser feita de forma proposital para fins médicos. A massagem vigorosa do seio carotídeo com os dedos  é chamada de manobra vagal. Algumas arritmias com frequências cardíacas elevadas podem ser controladas apenas com estímulo repetido no seio carotídeo, através de intensa massagem na região lateral do pescoço.


2- Hipotensão postural
Hipotensão postural é queda da pressão arterial quando mudamos da posição deitada/sentada para a em pé. Todo mundo já sentiu isso alguma vez na vida ao se levantar de forma rápida e ficar tonto, com a vista escura. Na maioria dos casos o que ocorre é uma pré-síncope, mas em algumas pessoas a hipotensão pode ser tão grande que chega a causar síncope.

Essa queda abrupta da pressão arterial ocorre geralmente em pessoas desidratadas, que tomam diuréticos em pacientes diabéticos, idosos, pessoas medicadas com remédios para a pressão alta ou que consumam álcool de forma excessiva.


3- Arritmias cardíacas
As arritmias cardíacas são causas comuns de desmaios. Um coração arrítmico bombeia o sangue ineficientemente, levando há uma má oxigenação cerebral e, consequentemente à síncope.

Quando a arritmia que dá origem à síncope ainda se encontra presente no momento do atendimento médico, o diagnóstico é fácil de ser estabelecido. O problema é que boa parte dessas arritmias são intermitentes, duram alguns segundos e desaparecem. Quando o doente chega ao médico já não há sinais de alteração na condução elétrica do coração.

Na síncope causada por arritmias, o paciente habitualmente perde a consciência sem apresentar sintomas prévios. No máximo, um quadro de palpitações precede o desmaio.

Tanto as bradicardias (coração que bate muito lentamente) quanto as taquicardias (coração que bate muito rapidamente) podem provocar síncopes.

As síncopes de origem cardíaca são potencialmente perigosas, pois elas podem ser causadas por arritmias malignas, com risco de evolução para parada cardíaca.


4- Outras doenças cardíacas
Doenças das válvulas cardíacas, principalmente da válvula aórtica podem levar à síncope. Outras doenças, como cardiomiopatia hipertrófica e embolia pulmonar também podem causar desmaios.


Fonte: DR. PEDRO PINHEIRO

Nenhum comentário:

Postar um comentário