6.10.13

AVALIAÇÃO PRIMÁRIA ( Atenção! Suspeitar, sempre! Diagnosticar, jamais.) - A - Desobstrução das vias aéreas com controle da coluna cervical - B Avaliar respiração e freqüência ventilatória - C Avaliar circulação e controlar hemorragias - D Avaliar o déficit neurológico – nível de consciência

AVALIAÇÃO PRIMÁRIA

Visa checar os sinais vitais da vítima e tratar as condições que o colocam em risco iminente de morte. Para melhor avaliação adota-se o processo mnemônico da seqüência alfabética (A-B-C-D-E).


A - Desobstrução das vias aéreas com controle da coluna cervical



Checar Responsividade (Observe e pergunte à vítima):

- Ei! Você está me ouvindo? O que aconteceu?

A vítima responsiva possui vias aéreas desobstruídas, apresenta função respiratória, circulatória e perfusão cerebral. 


Estabilizar a coluna cervical com as mãos, se necessário com os joelhos;


Desobstruir as vias aéreas:

à Usar a tração de mandíbula (Jaw Thrust) em vítimas de trauma;
à Elevação da mandíbula (Chin Lift);
à Hiper-extensão do pescoço em casos clínicos;
à Usar cânula orofaríngea em vítimas inconscientes;
à Executar a manobra de Heimlinch em vítimas com Obstrução das Vias Aéreas por Corpo Estranho (OVACE).


 Imobilizar a coluna cervical (pescoço) com o uso de colar cervical adequado em toda a vítima que recebeu descarga de energia (trauma).



B Avaliar respiração e freqüência ventilatória



1º- Verificar a respiração da vítima através do VOS (Ver, Ouvir, Sentir);

2º- Fornecer suporte ventilatório com oxigênio de 15 l/min;

3º- Se for preciso iniciar reanimação ventilatória.



C Avaliar circulação e controlar hemorragias



Verificar a Circulação:
à Checar pulso;
à Vítima consciente: Verifica-se pulso radial;
à Vítima inconsciente: Verifica-se pulso carotídeo.

Se for preciso iniciar reanimação cardíaca;

Verificar a perfusão capilar, enchimento normal menor que 2 segundos;

Efetuar o controle de hemorragias;

Prevenir e/ou tratar o Estado de Choque.



D Avaliar o déficit neurológico – nível de consciência

Avaliar a Escala de Coma de Glasgow;



Avaliar as pupilas (observar tamanho, simetria e reação à luz), caso a vítima não esteja acordada, orientada e capaz de responder a comandos.




NOTA-1: O Socorrista deverá observar a presença de lentes de contato e próteses.


NOTA-2: Pupilas opacas, embaçadas, suspeitar de Estado de Choque, Coma ou Morte cerebral.

Atenção!
Suspeitar, sempre!

Diagnosticar, jamais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário