21.10.16

Instalações de sprinklers pré-ação - Subsistemas de pré-ação / Interbloqueado / Interbloqueado simples / Interbloqueado duplo - DIMENSIONAMENTO DE REDES DE SPRINKLERS - RICARDO JORGE VAZ DA SILVA - Porto-Portugal

Instalações de pré-ação

As instalações de pré-ação são instalações standard combinadas com sistemas automáticos de detecção de incêndios (SADI) com cobertura simultânea das áreas protegidas pelos sistemas (figura 3.4.).



As condutas da instalação próxima do posto de controle estão secas, isto é, possuem ar comprimido.

Quando o SADI, que cobre a mesma área do sistema de sprinklers detecta um incêndio, envia o sinal para o posto de comando que abre a alimentação de água para as condutas e emite o alarme. A instalação ficará totalmente cheia de água, mas a atuação só ocorre quando um ou mais sprinklers sejam abertos pela ação do incêndio.

Este tipo de sistema é normalmente aplicado em locais em que os danos provocados pela água, em caso de ruptura ou fugas nas canalizações, sejam significativos, como o caso de centros informáticos ou de comunicações.


Existem 3 subsistemas de pré-ação [10]:

- Sistema não interbloqueado: sistema que admite a livre circulação de água no seu interior, desde que o posto de comando tenha recebido ordem da detecção de incêndios, quer pela entrada em ação de algum sprinkler. O sistema comporta-se como um sistema de pré ação quando acionado pelo posto de comando, e como sistema úmido quando ativado pelo(s) sprinklers(s);

- Sistema interbloqueado simples: sistema que apenas admite a admissão de água nas tubagens dos sprinklers, exclusivamente por atuação do sistema de detecção sobre o posto de comando;


- Sistema interbloqueado duplo: sistema que apenas permite circulação de água nas tubagens com a conjugação de ordens sobre o posto de comando, da detecção de incêndios e da atuação de um sprinkler.



Nenhum comentário:

Postar um comentário