19.10.16

DISTRIBUIÇÃO DOS RAMAIS DE UM SISTEMA DE SPRINKLERS - Disposição Lateral / Central - Alimentação de uma rede emalhada - Alimentação de uma rede e, anel - DIMENSIONAMENTO DE REDES DE SPRINKLERS - RICARDO JORGE VAZ DA SILVA - Porto-Portugal

DISTRIBUIÇÃO DOS RAMAIS DE UM SISTEMA DE SPRINKLERS

A arquitetura dos espaços a proteger condiciona a distribuição das canalizações do sistema. Contudo é frequente classificar a distribuição dos ramais do sistema em duas grandes categorias:

- Disposição lateral – todos os sub-ramais encontram-se localizados num só lado do ramal principal, figuras 3.14 e 3.15;

- Disposição central – os sub-ramais estão distribuídos nos dois lados do ramal principal, figuras 3.16 e 3.17.

Num tipo de rede ramificada, a alimentação de água aos ramais, em ambas as situações, poderá ser central ou terminal, atendendo ao ponto onde o ramo principal está ligado.






Num tipo de rede emalhada, a alimentação dos sub-ramais é feita pelos ramais nas suas extremidades, possibilitando circuitos múltiplos de escoamento de água na rede. Esta disposição de rede proporciona menores perdas de pressão nas tubagens com consequentes menores diâmetros e assim uma distribuição mais equitativa da água pelo sistema (figura 3.18.).




Num tipo de rede em anel a alimentação é efetuada por anel que alimenta os sub-ramais (figura 3.19.).







Nenhum comentário:

Postar um comentário