17.10.16

BIBLIOGRAFIA - DIMENSIONAMENTO DE REDES DE SPRINKLERS - RICARDO JORGE VAZ DA SILVA - Porto-Portugal

BIBLIOGRAFIA

[1] http://www.nfpa.org/assets/files/pdf/os.sprinklers.pdf. 26/06/2012.

[2] M.R. Pedroso, Vítor. Sistemas de combate a incêndios em edifícios. LNEC, Lisboa, 2010.

[3] http://osha.europa.eu/pt/publications/factsheets/77/. 27/06/2012.

[4] Ferreira de Castro, Carlos, Barreira Abrantes, José. Manual de Segurança contra Incêndio em Edifícios. Escola Nacional de Bombeiros, Sintra, 2009.

[5] http://www.projetobrigadasincendio.blogspot.pt. 27/06/2012.

[6] Portaria n.º 1532/2008, de 29 de Dezembro, Diário da República n.º 250 – I Série, Ministério da Administração Interna, Lisboa.

[7] Regulamento de Segurança Contra Incêndio, Porto Editora, 2009.

[8] European Committee for Standardization (EN 12845), fixed firefighting systems – Automatic sprinkler systems – design, installation and maintenance, 2009.

[9] National Fire Protection Association (NFPA 13), Standard for the Installation of Sprinkler Systems, 2007.

[10] Autoridade Nacional de Proteção Civil, Nota Técnica nº 16 – Complementar ao Regulamento Geral de SCIE, versão 01/12/2011.

[11] Instituto Português da Qualidade. Segurança contra incêndios; extintores de incêndios; classes de fogos; agentes extintores, (prNP 1800 /2011).

[12] NP 1800: 2011, CT 46 (APSEI). Segurança contra incêndios. Agentes extintores. Seleção segundo a classe de fogos, Outubro 2011.

[13] http://www.alvinus.ind.br/. 29/06/2012.

[14] Autoridade Nacional de Proteção Civil, Nota Técnica n.º 18 – Complementar ao Regulamento Geral de SCIE, versão 01/12/2011.

[15] http://www.apsei.org.pt. 29/06/2012.

[16] Autoridade Nacional de Proteção Civil, Nota Técnica n.º 12 – Complementar ao Regulamento Geral de SCIE, versão 01/12/2011.

[17] Autoridade Nacional de Proteção Civil, Nota Técnica n.º 14 – Complementar ao Regulamento Geral de SCIE, versão 01/12/2011.

[18] http://www.ksb.com. 29/06/2012.

[19] http://www.hannovalve.com.pt. 29/06/2012.

[20] M.R. Pedroso, Vítor. Manual dos Sistemas Prediais de Distribuição e Drenagem de Águas. LNEC, 2008.

[21] Specifications for Sprinkler System – Planning and installation, CEA 4001.

[22] Autoridade Nacional de Proteção Civil, Nota Técnica n.º 15 – Complementar ao Regulamento Geral de SCIE, versão 01/12/2011.

[23] http://www.revista.fundacaoaprender.org.br. 29/06/2012.

[24] Brentano, T., Instalações Hidráulicas de Combate a Incêndios nas Edificações, EDIPURCS, Porto Alegre, 2007.

[25] Instituto de Seguros de Portugal. Regra técnica n.º 1 - Sistema Automático de Extinção a Água – Sprinklers. Lisboa, 1986.

[26] Viking, A Sensibilidade Térmica dos Sprinklers Automáticos. Julho 2006.

[27] http://www.vikinggroupinc.com. 29/06/2012.

[28] http://www.protexfire.com.br. 29/06/2012.

[29] http://www.abnt.org.br/. 29/06/2012.

[30] http://www.apta.pt. 29/06/2012.

[31] Trindade, Paula A. Dias. Meios de Extinção de Incêndio – Sistemas Automáticos por Água. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, 2009.

[32] SOPSEC, Projeto de Plataforma Logística – Confidencial -, 02/03/2012.


[33] E. Pereira, Vítor. O Guia Prático do Visual Basic 2010. Cent. Atlântico, 2010.


Nenhum comentário:

Postar um comentário