17.6.16

ESTADO DE CHOQUE - SINAIS E SINTOMAS - Em caso de agravamento - O QUE DEVE FAZER - Se a vítima está consciente - Se a vítima não está consciente - O que não deve fazer - MANUAL DE PRIMEIROS SOCORROS - SITUAÇÕES DE URGÊNCIA EM CEI, EMEI E EMEF

ESTADO DE CHOQUE

O estado de choque caracteriza-se por insuficiência circulatória aguda com deficiente oxigenação dos órgãos vitais.

As causas podem ser muito variadas: traumatismo externo ou interno, perfuração súbita de órgãos, emoção, frio, queimadura, intervenções cirúrgicas, etc.

Todo o acidentado pode entrar em estado de choque, progressiva e insidiosamente, nos minutos ou horas que se seguem ao acidente.

Não tratado, o estado de choque pode conduzir à morte.


SINAIS E SINTOMAS

• Palidez.
• Olhos mortiços.
• Suores frios.
• Prostração.
• Náuseas.


Num estado de agravamento:

• Pulso fraco.
• Respiração superficial.
• Inconsciência.



O QUE DEVE FAZER


1. Se a vítima está consciente:

• Deitá-la em local fresco e arejado.
• Desapertar as roupas, não esquecendo gravatas, cintos e soutiens.
• Tentar manter a temperatura normal do corpo.
• Levantar as pernas a 45º.
• Ir conversando para acalmá-la.
• Ativar o Serviço de Emergência Médica (112).



2. Se a vítima não está consciente:



• Colocá-la na Posição Lateral de Segurança (PLS – ver pág. 61).
• Transportá-la para o Hospital.



O QUE NÃO DEVE FAZER


• Tentar dar de beber à vítima.



Nenhum comentário:

Postar um comentário