10.1.16

Bom saber 14 - Sistema linfático - Os linfonodos estão espalhados por todo o nosso corpo

Sistema linfático


Os linfonodos estão espalhados por todo o nosso corpo


O sistema linfático é composto por vasos capilares distribuídos por todo o corpo. Eles são semelhantes às veias e chamados de vasos linfáticos. Os vasos linfáticos se localizam entre as células e têm a função de drenar o excesso de líquido que extravasa dos vasos sanguíneos, banhando as células. Grande parte do líquido tissular é reabsorvida pelos vasos sanguíneos, sendo que o restante desse líquido não retorna à circulação e é absorvido pelos vasos linfáticos.

Ao líquido que circula no interior dos vasos linfáticos dá-se o nome de linfa, e ela se caracteriza por ser um líquido esbranquiçado com constituição semelhante à do sangue, diferindo apenas por não possuir hemácias.

Uma parte da composição da linfa deriva do fígado e intestino (com isso, depois de uma refeição rica em gordura, a linfa ficará com aspecto leitoso).

Na composição da linfa também podemos encontrar leucócitos (glóbulos brancos), sendo que mais de 90% deles são linfócitos. Os linfócitos presentes na linfa auxiliam na defesa do corpo, atacando moléculas e organismos invasores, como vírus e bactérias. Os linfócitos se originam na medula óssea e chegam aos órgãos linfáticos por meio do sangue e da linfa.

Em diversos pontos do sistema linfático há linfonodos, também chamados de nódulos linfáticos ou gânglios linfáticos.



Os linfonodos são estruturas esponjosas que se localizam em locais estratégicos do corpo para realizarem a sua principal função, filtrar a linfa. Ao passar pelos linfonodos, a linfa vai sendo filtrada, e as substâncias e corpos estranhos que nela estão presentes vão sendo destruídos pelos linfócitos.

Quando o organismo é invadido por corpos estranhos, os leucócitos presentes nos linfonodos que estão presentes nas áreas afetadas identificam o invasor e começam a se multiplicar para combatê-lo, assim, os linfonodos aumentam de tamanho, e inchados e formam as ínguas.

As nossas amígdalas são órgãos linfáticos especiais que se localizam na entrada das vias respiratórias e do tubo digestório, e têm a função de impedir que microrganismos invasores entrem em nosso corpo.

Pescoço, axilas e virilhas também possuem linfonodos que filtram a linfa proveniente das extremidades do corpo.

Nas paredes do intestino também podemos encontrar muitos linfonodos, cuja função é reter e destruir partículas estranhas que porventura entrem com os alimentos, ou que são sintetizadas pelas bactérias que vivem no trato intestinal.

O baço é um órgão mole que se localiza entre o fundo do estômago e o diafragma. É rico em linfonodos e desempenha funções importantes, como o armazenamento de glóbulos brancos (linfócitos e monócitos), filtragem de sangue com a destruição de restos de tecidos e de células do sangue desgastadas (como eritrócitos, leucócitos e plaquetas), além de reagir a alguns agentes infecciosos, participando na resposta do sistema imunológico. O baço pode ser considerado um grande banco de sangue do corpo, pois armazena hemácias, lançando-as na corrente sanguínea em momentos de emergência.



Nenhum comentário:

Postar um comentário