24.2.12

A B C D E - Como tirar a Carteira de Habilitação


Qual é a sua categoria?


Dirigir com a carteira de habilitação de categoria diferente da do veículo é uma infração gravíssima multiplicada por três.
Qual é a sua categoriaDirigir com a carteira de habilitação de categoria diferente da do veículo é uma infração gravíssima multiplicada por três. Ou seja, você paga três vezes o valor da multa (R$ 191,57 x 3 = R$ 574,71) e ainda ganha 21 pontos na carteira. Mesmo sabendo disso, muita gente ainda comete essa infração. Veja em que categoria você deve se encaixar para dirigir um caminhão e o que é necessário para tirar a habilitação em cada categoria. 

O QUE É PRECISO PARA TIRAR A CARTEIRA?

Basta dirigir-se ao Detran mais próximo de sua casa e iniciar o processo. Não é preciso mais levar fotografia – ela será tirada na hora através dos serviços do Detran Digital. Procure chegar cedo, pois as filas normalmente são longas. Verifique no Detran da sua região os horários de funcionamento e o preço das taxas, elas variam de Estado para Estado. É preciso passar em exames de aptidão física e mental (exame médico), realizar um curso prático de direção na categoria em que você quer entrar e, em seguida, fazer o exame prático no Detran do seu Estado. Esse ano aumentou a carga horária dos cursos. O teórico, que antes era 30 horas, passou para 45 horas. O prático, que era 15 horas, passou para 20 horas.

Para tirar sua primeira carteira você precisa ser maior de 18 anos e levar os seguintes documentos:

  • carteira de indentidade ou outro documento de identificação (como carteira de trabalho, por exemplo);
  • CPF;
  • comprovante de residência (pode ser uma conta de água ou luz em seu nome). 

CATEGORIA C

Para motoristas de veículo motorizado voltado ao transporte de carga cujo peso bruto total seja maior que 3.500 kg.

VEÍCULOS QUE DIRIGE: F-4000, caminhão, caminhão-toco, caminhãotruck ou cavalo mecânico.

O QUE PRECISA?Estar habilitado no mínimo há um ano na categoria B. Não ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima nem ter cometido mais de uma vez infrações médias durante os últimos doze meses. Poderá dirigir inflamáveis e cargas perigosas desde que tenha o curso MOPP (Curso de Movimentação de Produtos Perigosos), ministrado em Centros de Formação de Condutores. 


CATEGORIA E

Para motoristas de veículo conjugado em que a unidade tratora seja das categorias B, C ou D e cuja unidade acoplada tenha 6.000 kg ou mais de peso bruto total ou cuja lotação seja maior que 8 lugares, ou seja enquadrada na categoria Trailer. 

VEÍCULOS QUE DIRIGE: 
Carreta, ônibus, ônibus biarticulado, cavalo mecânico ou cavalo mecânico mais reboque. 

O QUE PRECISA? 
Não pode ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima nem ter cometido mais de uma vez infrações médias durante os últimos doze meses. Poderá dirigir inflamáveis e cargas perigosas desde que tenha o curso MOPP (Curso de Movimentação de Produtos Perigosos).

 
Categorias


Para que mudar de categoria

Mudar de Categoria
  • Realizar curso de mínimo de 15 horas-aula em veículo da categoria para a qual esteja mudando.
  • Fazer exames médicos e psicológicos.
  • Para quem quer tirar carteira C, por exemplo, é necessário estar habilitado no mínimo há um ano na categoria B.
  • Para tirar a carteira D é necessário estar habilitado, no mínimo, há dois anos na categoria B ou um ano na C e ter acima de 21 anos. Não ter cometido nenhuma infração de natureza grave ou gravíssima nem ser reincidente em infrações médias durante os últimos doze meses.
  • O motorista que quiser tirar a habilitação E tem que ser maior de 21 anos e estar habilitado, no mínimo, há um ano na categoria C ou D.

E para renovar 

Para renovar, basta levar sua carteira de motorista antiga, documento de identidade, CPF e comprovante de residência no Detran mais próximo e fazer o exame médico. Vale lembrar que quem tirou a habilitação antes de 1998, quando entrou em vigor o novo Código de Trânsito Brasileiro, tem que fazer um curso de atualização de 15 horas, realizado nos Centros de Formação de Condutores, ou fazer uma prova sobre direção defensiva e primeiros socorros. As taxas variam de região para região.

fonte: http://www.tortugaonline.com.br/

Bombeiroswaldo...

19.2.12

Acidentes Domésticos. Como evitá-los...

Acidentes domésticos: como nos proteger?

Educação começa em casa, já diz o ditado e a preocupação com a segurança, também.

De acordo com o Inmetro, no Brasil, não existem estatísticas sobre acidentes domésticos, porém acredita-se que os índices sejam bem altos, especialmente envolvendo crianças e idosos. Um levantamento do Ministério da Saúde, revela que os acidentes domésticos são as principais causas de morte de pessoas com até 14 anos .


Todos os ambientes residenciais apresentam riscos de acidentes, sendo a cozinha e o banheiro verdadeiros campos minados. No entanto, de acordo com a pediatra do Hospital João XXIII, da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) - Marislaine Lumena de Mendonça – cerca de 90% das ocorrências poderiam se evitadas com a adoção de medidas simples de prevenção (Agência Minas ). Saiba como proteger sua família dos acidentes domésticos mais comuns.


Cozinha:

Medidas preventivas:

Ao cozinhar, mantenha as panelas, preferencialmente, nos queimadores de trás;

Quando não estiver utilizando o fogão, mantenha o registro de gás fechado;

Não pendure panos de prato na tampa do fogão quando estiver cozinhando;

Verifique sempre a validade do cilindro de gás, mangueira e registro. Troque-os sempre que necessário;

Utilize e limpe panelas de pressão de forma correta. Leia sempre o manual de instrução desse tipo de equipamento antes de usá-lo pela primeira vez;

Mantenha fósforos, recipientes com produtos inflamáveis, material de limpeza, sacos plásticos, obejtos de vidro e material cortante fora do alcance de crianças;

Ao recolher cacos de vidro, utilize luvas ou pá e vassoura (envolva os cacos em jornal antes de colocá-los no lixo);

Redobre a atenção ao manusear e transportar facas e outros instrumentos perfurocortantes;

Observe as crianças enquanto elas estão se alimentando para evitar que elas se engasguem;

Cuidado com o uso de toalhas de mesa. As crianças podem puxá-las e derrubar o que estiver em cima sobre elas;

Mastigue muito bem os alimentos antes de engoli-los;

Não coloque guloseimas em armários altos (as crianças certamente encontrarão uma maneira pouco segura para alcançá-las);

Redobre os cuidados ao lançar mão de escadas para alcançar lugares altos (evite usar cadeiras ou similares);

Ao lavar a cozinha, calce chinelos emborrachados para evitar quedas (evite a circulação de outras pessoas durante o procedimento de limpeza);

Nunca aproxime materiais inflamáveis, como álcool ou ceras, das chamas do fogão;

Transporte líquidos quentes em vasilhas apropriadas e com extremo cuidado;

Evite a circulação de crianças na cozinha, especialmente quando estiver utilizando fogão.



Área de Serviço:

Mantenha baldes e bacias vazios e virados de cabeça para baixo (crianças menores de 1 ano podem se afogar com apenas 2,5 cm de água).

Se mantiver água armazenada em lugares baixos, mantenha os recipientes muito bem fechados;

Mantenha produtos de limpeza, e outros produtos químicos, nas embalagens originais e muito bem guardados (longe do alcance de crianças);

Mantenha máquinas de lavar sempre fechadas;

Evite a circulação das crianças nas áreas de serviço.


Mantenha produtos de limpeza fora do alcance das crianças e animais.


Banheiro:

Mantenha os intrumentos perfurocortantes, secadores e chapinhas de cabelo, remédios, anti-sépticos bucais, cosméticos e outros produtos químicos longe do alcance de crianças;

Supervisione as crianças durante o banho;

Mantenha a tampa do vaso sanitário sempre fechada (crianças pequenas podem se afogar em apenas 2,5 cm de água);

Jamais suba nas louças do banheiro, como vaso sanitário ou pia. Elas podem se quebrar e causar cortes profundos, inclusive amputações. (Em banheiros públicos, forre o assento com papel higiênico, mas nunca suba no vaso;

Evite tapetes nos banheiros. Se não puder evitar, utilize os emborrachados ou antiderrapantes;

Mantenha o piso do banheiro sempre seco (quando não houver box);

Existem acessórios próprios para proteger idosos de quedas no banheiro, como apoios de metal para o box e vaso sanitário;

Nunca mude a temperatura do chuveiro quando estiver ligado;

Utilize chinelos de borracha ao tomar banho para evitar quedas;

Não utilize aparelhos elétricos se você estiver molhado (a) ou com a pia molhada (de preferência não os utilize no banheiro).


Instale barras de apoio em seu banheiro, se necessário.


Demais cômodos:

Evite tapetes que não tenham proteção antiderrapante;

Não suba em escadas, bancos, cadeiras ou similares para limpar janelas (especialmente o lado exterior delas. Utilize utensílios prórpios ou rodos);


Utilize sempre os corrimãos ao utilizar as escadas de acesso aos pavimentos e se tiver crianças em casa, instale anteparos de proteção no topo e na parte de baixo da escada;

Quando utilizar escadas, tenha sempre a presença de alguém para lhe dar apoio (se não puder, verifique se ela está bem apoiada em baixo e em cima);


Desligue os quadros de energia sempre que for realizar um reparo elétrico, troca de lâmpada, chuveiro etc;

Se tiver crianças em casa, mantenha objetos perfurocortantes bem guardados e proteja os cantos dos móveis e aberturas de tomadas;
Jamais acenda velas dentro de casa. Se houver necessidade, não esqueça de apagá-las ao deixar o cômodo;

Não sobrecarregue a tomada ligando vários aparelhos em benjamins;


Jamais ligue ventiladores sem a grade de proteção;

Mantenha moedas e objetos pequenos e quebráveis longe do alcance de crianças;

Instale redes de proteção em janelas e sacadas e verifique sempre a condição das mesmas. Troque-as sempre que necessário;

Instale cercas e portões com trancas ao redor de piscinas; Jamais deixe as crianças brincarem sozinhas em piscinas ou similares, nem nas suas proximidades;

Não cultive plantas venenosas se tiver crianças em casa;

Mantenha os quintais limpos e livres de entulhos para evitar a presença de animais peçonhentos;

Olhe os sapatos antes de calçá-los para evitar acidentes com animais peçonhentos;

Antes de deixar as crianças brincarem no playground, verifique as condições dos brinquedos.


Estas são apenas algumas dicas, dentre outras muitas, que podem e devem ser observadas em nossas residências. A maioria dos acidentes podem ser evitados. Lembre-se: Só podemos controlar aquilo que conhecemos. Por isso, procure identificar quais os riscos existentes em sua casa e procure se precaver contra eles. Como diz o ditado, “prevenir é melhor que remediar”.

Em caso de emergência, ligue: 192 (deixe esse número escrito no seu telefone fixo e gravado no seu celular na tecla de chamadas rápidas).



Bombeiroswaldo...

Como agir em casos de envenenamento


Bombeiroswaldo...

Código Q Internacional completo

 

Bombeiroswaldo...

Monóxido de Carbono - Tempo em Exposição X Tempo = Morte


Bombeiroswaldo...

Prenda-se ao executar os seguintes tipos de serviços...





Bombeiroswaldo...

18.2.12

50.000 visitações - Bombeiroswaldo muito agradecido...

Feliz, muito feliz mesmo.
Agradeço à todos pelas visitações e espero que minhas postagens tenham ajudado de alguma forma em suas realizações profissionais e pessoais. Estou trabalhando postagens difíceis, mas logo as postarei, aguardem...
Abraços à todos meus seguidores e visitantes.
50.000 acessos...
Obrigados à todos por me proporcionarem essa imensa felicidade que sinto neste momento, pois isso aguça ainda mais a minha vontade de transmitir à todos meus conhecimentos de vida nesses 17 anos dedicados à Prevenção e Combate à Princípios de Incêndio.






Bombeiroswaldo...
Bombeiroswaldo...
Bombeiroswaldo...
Bombeiroswaldo...